20 fevereiro, 2009

BATEIRA DE VILA DO CONDE




==================================================

O "CEREJA", vilacondense e assíduo comentador deste espaço, fez o favor de fazer chegar até mim, estes três magníficos documentos.
O primeiro, é o registo de compra (em 1932) de uma bateira, por Manuel da Costa Morais, a Jeremias Martins Novais, construtor naval de Vila do Conde, pela fantástica quantia de quinhentos escudos.
O segundo e terceiro, são realmente uns documentos fotográficos, quer pela raridade, quer pela beleza das fotos.
Obrigado "Cereja".

6 comentários:

fangueiro.antonio disse...

Boas.

Realmente uma maravilha rara fora do conhecimento da maioria dos vilacondenses. Só é pena que o José publique as fotos em tamanho tão pequeno. Ver uma margem da foz do Rio Ave assim em areia é único e suponho que naqueles dias o rio não era vermelho-negro.
Lanço umas perguntas:
- Se esta bateira mencionada foi comprada a um construtor naval, isso implica que as construíam também por Vila do Conde ou só podia ser "em 2ª mão"?
- Que tipo de pesca se efectuava com elas?
- Armavam só com remos ou havia possibilidade de vela?

Estraordinário sair para o mar num pequeno barco destes sem quilha.

Agradecendo-lhes mais este artigo,

Atentamente,
www.caxinas-a-freguesia.blogs.sapo.pt

José Cunha disse...

"Fainarem na arte da Xábega", assim se referiu o "Cereja", quando foi exibida a fotografia que o António fez o favor de me enviar.
Sei hoje, que este este barco, tinha a possibilidade de lhe ser montada uma vela, mas , vai me perdoar só lhe explicar na próxima postagem, verá que vai gostar.

José Cunha disse...

António, queria lhe dizer que não sei colocar as fotos num tamanho maior, e se alguém me estiver a "ouvir", e fizer o favor de me ensinar,...agradeço.

Anónimo disse...

-BATEIRAS DE VILA DO CONDE
Porque, indubitavelmente, Vila do Conde merece, referente a esta reportagem, então feita pelo consagrado fotógrafo vilacondense Carlos Adriano, tão breve quanto possível, far-lhe-ei chegar uma outra foto que acabo de reaver, e que julgo não menos bela, antes pelo contrário.
Para que se saiba, em 2003, quando presidi à nossa Associação de Ex-Marinheiros da
Armada, tinha programado (está escrito no jornal da Associação) a aquisição de três (3) Embarcações Tradicionais, para estarem ancoradas no Rio Ave, frente à Praça da República, permanentemente, já que o rio estava muito depauperado, também a nível das embarcações.
Então, recuperamos uma catraia, a BRIOSA, que melhor ou pior, lá vai participando em vários Encontros de Embarcações em Portugal e na Galiza e hibernando a maior parte do ano em vetustos armazéns...
Entretanto, a exemplo daquilo que vemos na maioria das associações vilacondenses, meteu-se nisto a teleguiada "polhítica" partidária que tudo quer controlar. Obviamente, bandonamos "barcos e remos", e a BATEIRA e o DORI que estavam nos nossos objectivos, goraram-se.
Até quando?...
Não sabemos!

a) Cereja

Anónimo disse...

Já depois deste "petit" desabafo,
quanto à frustração em nesta terra recuperarmos para Vila do Conde alguns dos tradicionais barcos que ingloriamente vão desaparecendo um tanto por todo o país, o actual Presidente da Direcção dos antigos Marinheiros da Armada, TR Helder Almeida, confidenciou-nos ser sua intenção a aquisição de uma Bateira para a sua Associação.
Como natural daquelas bandas da Ria de Aveiro, auguramos-lhe que consiga uma peça a contento.
Cumprimentos,

a) Cereja

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,酒店,