18 janeiro, 2010

POSTO MÉDICO de VILA DO CONDE.

Esta foto terá sido tirada em 1964/65, pois no livro de Artur do Bonfim, verifiquei que em 64, foi a inauguração do Centro de Saúde, e em 65 a instalação do Posto de Serviços Médico-Sociais. talvez estejamos a ver os momentos que precederam a Inauguração. E era na altura um magnífico prédio, e que mereceu honras de na sua entrada ter um belo painel de azulejos de Júlio Resende.
PROFISSÕES - Esta foto tirei-a da internet, e é assim que está intitulada.






E, estas três últimas fotos, foram-me enviadas por um amigo de Vila do Conde que se mostra preocupado com a sorte de tão importante obra.
Tem toda a razão, pois ontem fui verificar o estado, e, no mínimo, é imperdoável ver o local (sem qualquer dignidade) onde está , sem condições e muito próximo de parecer uma lixeira.
Eu diria, que Júlio Resende também ficaria desgostoso em ver o seu Painel Cerâmico assim desta maneira tratado, tal como o ficou por a Câmara do Porto manter "encaixotada" a obra "RIBEIRA NEGRA" que o artista doou em 1994, e que foi cedida para a XIV Bienal Internacional de Arte de Vila Nova de Cerveira.
A réplica pode-se ver, mas o original está num armazém da Câmara.
Aqui fica, como que um alerta, pois ainda se está a tempo de salvar tão magnífica obra e colocá-la a salvo do vandalismo, que infelizmente está alastrando pelo nosso país.







6 comentários:

Ni disse...

Que tal saber se a obra de Júli Resende não poderia ser,por exemplo passada para o Centro da Memória??
Quem tenha bons contactos com os actuais orientadores locais destes assuntos não poderia dar uma palavra?
Ni

José Cunha disse...

Já tinha pensado nisso.
Mas repara, Ni, nós já incumbimos pessoas para cuidarem desses assuntos.
Mas, também me ocorre um pensamento - QUANTAS VEZES PODE UM HOMEM VIRAR A CABEÇA, E FINGIR QUE SIMPLESMENTE NÃO VÊ -

Anónimo disse...

-TÃO RICO PATRIMÓNIO EM RISCO-
Há dias, quando por lá passei, até espreitei.
Vários vidros da fachada do antigo Posto Médico, estilhaçados à pedrada.
O edifício violado, e pelo menos uma porta e respectivo aro foi levado. Juntamente, um ou outro bocado de azulejo arrancado.
Pelos vistos, tudo isto se passa ao lado...
Mas, quando vemos aquilo que se passa com o arco da porta principal da Igreja Matriz, cuja
segurança estará por um triz, que
mais poderemos esperar?
E isto, está mesmo ali em frente,
nas barbas de toda a gente...
Enfim, como diria aquele tal, quando fugiu do "Pantanal":
É a vida!...

a) Cereja

PS: parece que já estará
contratado um conjunto de conhecidas "carpideiras", para logo acorrerem, quando as coisas
acontecerem...
.

Anónimo disse...

Há uns anos atrás, quando com a prestimosa colaboração de um senhor professor de fotografia,
salvamos o espólio fotografico do Sr. Carlos Adriano, que de bandeja
entregamos à Câmara Municipal, logo
providenciamos junto do Arquivo Municipal de Lisboa, a melhor forma de preservar tal património,
de milhares de negativos em vidro.
A verdade, é que tal não aconteceu, e passados que foram mais de dois anos o prejuízo ainda hoje, é incalculável.
Posteriormente, através de vários
"protocois", lá se conseguiu arranjar uma boa meia dúzia de jovens que em equipa, sob a batuta
dos credenciados técnicos lisboetas,
iniciariam a tarefa de recuperar tão importante material, sobretudo os negativos.
Hoje, essa voluntariosa equipa de jovens, estará reduzida a dois ou
três elementos, o que é pena.
Como se tal não bastasse, é ver o
amigo Joaquim Gomes aqui e além,
talvez em substituição do Sr. Maia, entretanto emigrado para o Brasil.
Costuma dizer o nosso povo, que por vezes, há males que vêm por bem.
Estamos certos de que Vila do Conde ganhou um bom e sobretudo dedicado fotógrafo paisagista, que neste momento não tinha.
Mas, em contrapartida, perdeu um
artista, que, tal como os outros, andou a fazer formação para o restauro e recuperação.
Parabéns ao fotógrafo.

a) Cereja

Anónimo disse...

NOTA:
Por lapso, este comentário aqui desfazado, era para ser feito na Nova Perspectiva de Vila do Conde, pela Objectiva de Joaquim Gomes.

Um engano, qualquer um tem.
E, ai daquele que julga que nunca se engana...

a) Cereja

Adelaide Machado disse...

Felizmente esse magnifico painel,está a salvo de vandalismo num local digno dele, na câmara municipal de Vila do Conde. Bem haja quem tomou essa iniciativa.