26 abril, 2009

O SANTO CONDESTÁVEL

D. NUNO ÁVARES PEREIRA, ESTEVE EM VILA DO CONDE.
.
Vamos remontar aos princípios século XV, mais própriamente às vésperas da conquista de Ceuta. Para acompanhar D. Nuno Álvares Pereira na madureza dos seus cinquenta e quatro anos, a subir do Mosteiro de Santa Clara de Vila do Conde. Vinha de luto, sofredor travando as lágrimas como à sua condição cumpria, a enterrar a filha Beatriz, unigénita, condessa de Barcelos. Não erraremos muito talvez se virmos o Condestável naquele momento desafortunado a remoer a desilusão da sua derrota política - ele, o « nunca vencido cavaleiro », e a antever para breve a estamenha de frade.
Era Nun´Álvares, naquele tempo - charneira, o símbolo de um mundo velho que estava a acabar. Ou, para usar a imagem de Arnold Toynbee, um leito de agonia e morte onde iria engendrar-se e nascer a vida nova da Modernidade. E o Mosteiro de Santa Clara que recebia o herói não tinha significado muito diferente: porque a esperança do futuro crescia no terreno circundante sobre o qual exercia senhorio. Efectivamente, era então Vila do Conde bastante mais que o espaço monástico erguido no alto do cerro sobranceiro ao rio. De facto, quando o século XV desponta, existe ali, projectado para Norte Poente, um burgo com capacidade de resposta rural e urbana há viragem nacional que vai dilatar a Pátria pelos Algarves d´Álém - mar.
.
FONTE - NOVA HISTÓRIA DE VILA DO CONDE - ( A. do Carmo Reis )
...............- extrato -

3 comentários:

fangueiro.antonio disse...

Boas.

Vi ontem em directo do Vaticano a cerimónia de canonização desta figura ímpar da nossa História, tinha Portugal cerca de 250 anos de "vida".
Ao que parece, pouco eco teve, o que denota o estado actual de uma nação que manteve a sua soberania por causa de homens como este e acima de tudo, pelas várias Ordens religiosas/militares que nos fizeram/mantiveram como Portugal.
Como em tudo, os excessos não são aconselhados, mesmo na religião, mas Nuno Álvares Pereira surge (finalmente) agora como Santo para relembrar a Portugal a importância que a religião teve na nossa afirmação como Nação e descobridores ou "achadores" de partes do mundo. - Não se esqueçam os mais desinformados que o mundo para nós tinha afinal 5 cantos, Austrália incluída! -
Como cada vez mais deixa de "estar na moda" praticar, falar ou até assumir qualquer ligação "clerical", ao menos percebamos a sua importância na nossa génese como Portugueses durante 866 anos.

Atentamente,
www.caxinas-a-freguesia.blogs.sapo.pt

José Cunha disse...

Obrigado António.
Não me alonguei sobre este tema, sómente porque não está no âmbito do "Carioca", mas concordo consigo.
Tenho me preocupado sómente no "casamento" da fotografia - texto , mas brevemente, terei que imaginar uma nova forma de fazer chegar Vila do Conde mais longe.
Terei que tentar, embora saiba das dificuldades que ieri encontrar.

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,酒店,